Foi-se o tempo em que fazer marketing na internet consistia em fazer anúncios e postar banners em sites. Hoje, há estratégias mais sutis, eficazes e até mesmo úteis para os clientes. Uma delas é o inbound marketing, ou marketing de atração. De acordo com este método, são os clientes que vão atrás das empresas e não o contrário, como acontece no marketing tradicional.

 

De acordo com André Siqueira, fundador e diretor de marketing da Resultados Digitais, a produção de conteúdo é intimamente relacionada a esse marketing de atração. “Uma das mudanças trazidas pela internet é que as empresas, hoje, podem ser canais de mídia. O próprio negócio pode criar um conteúdo atrativo, que apareça de forma relevante no Google e possa atrair mais clientes”, afirma.

As altas taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras são o principal motivo para os empresários dos ramos do comércio e serviços não buscarem crédito para investir e desenvolver seus negócios. A constatação é de uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com empresários de todos os portes nas 27 capitais. De acordo com o levantamento, entre aqueles que nunca recorreram a empréstimos e financiamentos, quatro em cada dez (38%) atribuem a decisão ao fato de considerarem os juros elevados. A burocracia no processo de aprovação de um empréstimo foi citada por 12% dos entrevistados. Outro motivo é que 44% desses empresários conseguem manter a operação da empresa com recursos próprios. No total, 58% dos varejistas nunca utilizaram, ou ao menos buscaram, crédito na forma de empréstimos ou financiamentos.

Vivemos em tempos virtuais e digitais, em que a tecnologia da informação tornou-se indispensável, nos mais variados segmentos, em âmbito pessoal e profissional. A velocidade das informações, assim como a facilidade das mesmas, tornou-se um mal necessário ao desenvolvimento de nossas rotinas diárias.

No mesmo sentido, não se pode afastar os projetos e iniciativas relacionadas à sustentabilidade que também permeiam nossas rotinas, visando salvaguardar o meio ambiente, assim como transformar velhos hábitos em melhores práticas.

Uma startup de sucesso começa com uma boa ideia. No entanto, no meio de tantas possibilidades que passam pela cabeça de potenciais empreendedores, como escolher a que tem mais chances de dar certo como negócio?


 Maurício Benvenutti, empreendedor digital e sócio do Startse, plataforma para conectar investidores e empreendedores, aconselha, se todas as ideias parecem muito boas, a escolher aquela que passa pela cabeça mais vezes quando não se está pensando em trabalho. Além disso, o empreendedor digital afirma que é preciso saber exatamente qual problema a startup irá solucionar.

Nota de posicionamento: A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) reconhece o atual momento político do país e defende os avanços da modernização trabalhista, tributária e previdenciária, no Congresso Nacional, mesmo diante da crise que enfrenta o Brasil desde a última quarta-feira (17/04).

Para a entidade, que representa mais de 450 mil lojistas em todo país, as medidas são necessárias para a retomada do desenvolvimento nacional e a geração de novos postos de trabalho. “Precisamos trabalhar para que o cenário político não atinja ainda mais a economia, que já vinha apresentando sinais de recuperação. Neste momento, precisamos de serenidade para que os prejuízos sejam os menores possíveis para todo o país”, defende o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

Fonte: CNDL

Subcategorias