O carnaval é uma data que, historicamente, registra uma queda no movimento de pessoas nos shoppings e lojas, o que afeta diretamente o faturamento do comércio. A Seed Digital, empresa que oferece métricas de análise de comportamento de consumo offline para o varejo, fez uma projeção positiva para o fluxo de pessoas durante o carnaval de 2020.  Segundo a consultoria, a data vai registrar um aumento de movimento nas lojas de 4% em relação ao mesmo período de 2019.

Sancionada em dezembro do ano passado, a Nova Lei de Franquias 13.966/2019 passa a valer oficialmente em todo o território nacional a partir de 25 de março de 2020, quando decorridos 90 dias da publicação no DOU (Diário Oficial da União). Fato que deixa franqueadores e franqueados com pouco menos de dois meses para se adequar e entender o que muda na legislação para evitar possíveis questões judiciais no futuro.

Business Intelligence ou BI é o processo de coletar, organizar e analisar dados para dar suporte à tomada de decisões. Se você acha que esse recurso serve apenas para grandes empresas, saiba que o pequeno e o médio varejista também podem se beneficiar e muito do BI! É o que garante André Faria, CEO da Bluesoft, empresa de sistemas de gestão: “Quando se falava em BI há dez anos, parecia algo muito distante para o pequeno e médio varejista, pois as tecnologias eram muito caras. Agora, as tecnologias estão cada vez mais baratas e fáceis de utilizar”.

Com o avanço contínuo das tecnologias, a capacidade de oferecer uma experiência agradável em todos os canais, desde o pedido inicial até o processo de entrega, é essencial para os varejistas. Mesmo sendo uma estratégia de importância, algumas empresas ainda não adotam as ferramentas necessárias para disponibilizar essa troca com o cliente. De acordo com uma pesquisa recente de Engajamento do Cliente, realizada pela enVista, 95% dos varejistas planejam ter uma única plataforma de comércio implementada em três anos.

Mesmo com as discussões frequentes sobre tecnologia e para onde ela vai nos levar, a Inteligência Artificial (IA) já é real e vem transformando digitalmente o mundo dos negócios, como a start–up paulista ShelfPix, que faz uso da IA para ajudar as indústrias de bens de consumo a avaliar a situação dos produtos nas prateleiras, em suas pesquisas de campo.

Subcategorias