Os termos que têm sido criados lá na China também tomam espaço no restante do mundo. É o caso de new retail, cuja tradução literal significa novo varejo, mas tem uma interpretação que vai muito além do sentido rudimentar. A integração dos mundos on-line e off-line, bem como de todos os serviços que orbitam esses mercados, tem um principal objetivo: colocar o cliente no centro da experiência de consumo e, a partir do seu comportamento, criar um ciclo virtuoso que alimente novas estratégias, cada vez mais personalizadas, convenientes e, claro, rentáveis ao varejo.

O varejo brasileiro deve perder R$ 7,6 bilhões em 2019 por conta dos feriados e fins de semana prolongados, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Esse montante é 32% menor do que os R$ 11,2 bilhões estimados para 2018. O prejuízo será reduzido pelo fato de ter mais feriados nos fins de semana e menos pontes de emendas. No ano passado, foram 15 dias entre feriados e pontes; em 2019, serão dez dias.

Seja o pequeno ou o grande varejista, uma coisa é certa: ele terá pelo menos uma solução em cloud computing para auxiliá-lo na gestão de sua empresa. Hoje, mesmo os empresários cujos negócios não estejam ligados à Internet precisam contar com o apoio da tecnologia para competir com seus concorrentes e, principalmente, gerir dinamicamente o seu negócio. Dentre as ferramentas disponíveis, as que utilizam o conceito da nuvem estão entre as principais facilitadoras do varejo ao oferecerem, de forma rápida e prática, análises e insights que permitem uma tomada de decisão certeira.

O Natal passou, o ano virou e os produtos que ficaram nas prateleiras foram colocados em promoção para manter as vendas altas em janeiro. Com uma busca acurada, representantes de entidades do comércio e do varejo dizem que o brasiliense pode encontrar descontos de até 80%. A expectativa é de um aumento de 3% a 4% no faturamento das lojas, em relação ao primeiro mês de 2018. Além dos descontos, as formas de pagamento também são uma maneira de atrair a clientela.

Com o intuito de tornar compreensível a gestão de pessoas como uma área de geração de resultados para os negócios, o Sebrae está oferecendo o curso de gestão de pessoas na modalidade a distância e totalmente grátis. Um dos objetivos é mostrar os caminhos para a atuação enquanto liderança de equipes e favorecendo um ambiente de trabalho saudável e produtivo.