Apesar de encerrada a crise econômica, o brasileiro ainda sente seus efeitos e enfrenta dificuldades em limpar o nome. É o que revela pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais com consumidores que estiveram inadimplentes nos últimos 12 meses e já saíram dos cadastros de devedores. 

A capacidade de honrar com as obrigações financeiras, sentir-se seguro em relação ao futuro financeiro e poder fazer escolhas que permitam aproveitar a vida são comportamentos que definem como uma pessoa se relaciona com o dinheiro. Com base nesses pilares, a Confederação de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), com apoio da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), vêm medindo o Bem-Estar Financeiro dos brasileiros desde 2017.

O ano começa com os consumidores mais otimistas. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelam que, no último mês de fevereiro, o Indicador de Confiança do Consumidor alcançou 49 pontos, frente a 43 observados em fevereiro de 2018, apresentando um avanço de 14,5% na comparação anual. Apesar do crescimento expressivo, a percepção da maioria ainda está pessimista. A comparação com o dado de janeiro de 2019, quando se observou os mesmos 49 pontos, mostra que o avanço da confiança perdeu força no último mês.

Apesar de ter sido instituído em 1962 pelo presidente americano John F. Kennedy, o Dia do Consumidor só se tornou uma data comercial importante nos últimos anos. No Brasil, ela foi adotada por varejistas a partir de 2014 em uma tentativa de movimentar as vendas entre o Dia das Mães e a Black Friday.

No dia 26 de fevereiro, o presidente da Frente Parlamentar Mista do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (CSE), deputado Efraim Filho (DEM/PB), recebeu deputados, senadores e representantes da Unecs para um café da manhã que marcou o início dos trabalhos do grupo na 56ª Legislatura. “O trabalho da Frente é muito importante para todos os parlamentares porque traz uma bandeira que é fundamental para o desenvolvimento do país. As entidades aqui presentes estão em todo o país, têm muita capilaridade, e podem divulgar nosso trabalho em todas as regiões”, acredita Efraim Filho.