Entidades do setor varejista, donos de lojas e membros do Governo do Distrito Federal (GDF) se reuniram na manhã da última quinta-feira (1) para discutir o projeto piloto de revitalização das quadras 511 e 512 da W3 Sul. O encontro, promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do DF, terminou com todas as partes assumindo compromisso com a obra: a infraestrutura será de responsabilidade do GDF, enquanto as fachadas das lojas ficarão por conta dos comerciantes.

O ano de 2018 é marcado por um grande número de feriados, muitos com a possibilidade de emendar com finais de semana. E o que gera muito ânimo em boa parte da população, já que proporciona o descanso e viabiliza viagens, é visto com cautela pelo varejo, devido ao impacto negativo que os dias de portas fechadas causam às lojas.

O crescimento populacional tem sido gritante em Brasília. De 2010 a 2017, a capital federal recebeu 469 mil pessoas a mais e chegou aos 3 milhões de habitantes, o que piorou a mobilidade urbana, afetando a rotina e os negócios. É o que mostra pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo os dados levantados, no Centro-Oeste e no Norte, os moradores passam em média 40 dias do ano no trânsito.

Braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF), a Fundação CDL-DF ganhou para este ano uma nova gestão. A presidência do órgão agora é ocupada pela advogada Andrea Vasquez.

Já começou a campanha “Volta às Aulas Mochilas do Bem”, promovida pela marca Puket. Quem doar qualquer mochila usada poderá adquirir uma nova da Puket com 10% de desconto. As peças arrecadadas serão doadas para crianças carentes de instituições atendidas pela Fundação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal.