A Fundação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (Fundação CDL) celebrou na quarta-feira (21) nova parceria com a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace). Juntas, as duas instituições vão promover o “Troco por Sorrisos”, que consiste em recolher, nos estabelecimentos participantes, o troco dos consumidores que quiserem doar para projetos sociais da Fundação CDL-DF e da Abrace.

Neste mês, o projeto Cativando Sorrisos voltou a operar, começando pelo Caub II, no Riacho Fundo II. Iniciativa da Fundação da Câmara de Dirigentes Lojistas do DF, Fundação CDL-DF, trata-se de um programa que oferece tratamento dentário gratuito para crianças e adolescentes em situação de risco social. Do lançamento, em 2011, até o fim do ano passado, foram atendidas, ao todo, mais de 4,7 mil pessoas, e realizados mais de 45 mil procedimentos.

Entidades do setor varejista, donos de lojas e membros do Governo do Distrito Federal (GDF) se reuniram na manhã da última quinta-feira (1) para discutir o projeto piloto de revitalização das quadras 511 e 512 da W3 Sul. O encontro, promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do DF, terminou com todas as partes assumindo compromisso com a obra: a infraestrutura será de responsabilidade do GDF, enquanto as fachadas das lojas ficarão por conta dos comerciantes.

O carnaval está chegando, e com ele as festas e bloquinhos de rua, a cada ano mais cheios de foliões. Nesse período de folia, muita gente acaba perdendo ou tendo os documentos furtados, o que pode render muita dor de cabeça. Mas para minimizar os danos, além de informar a polícia, o cidadão pode ainda contratar o serviço Alerta Cheques e Documentos, que é gratuito e ajuda a evitar que outras pessoas utilizem os dados roubados para fazer compras.

O ano de 2018 é marcado por um grande número de feriados, muitos com a possibilidade de emendar com finais de semana. E o que gera muito ânimo em boa parte da população, já que proporciona o descanso e viabiliza viagens, é visto com cautela pelo varejo, devido ao impacto negativo que os dias de portas fechadas causam às lojas.