Já há algum tempo, a tecnologia se tornou palavra de ordem para quem deseja tocar um negócio de sucesso. Com a pandemia, essa necessidade se tornou ainda mais evidente. Muitas empresas tiveram que adotar novas estratégias para manter sua saúde financeira e melhorar a experiência de compra dos consumidores, implementando, por exemplo, novos meios de pagamento.

No último sábado (30), membros da coordenação da CDL-Jovem se reuniram com o presidente da CDL-DF, Wagner Silveira, e com a vice presidente da entidade, Virgínia Guimarães, para tratarem das estratégias da CDL-Jovem para 2021. A reunião, que ocorreu no Royal Tulip Brasília, também contou com a presença do coordenador nacional da CDL Jovem, Raphael Paganini.

No último sábado (30), membros da coordenação da CDL-Jovem se reuniram com o presidente da CDL-DF, Wagner Silveira, e com a vice presidente da entidade, Virgínia Guimarães, para tratarem das estratégias da CDL-Jovem para 2021. A reunião, que ocorreu no Royal Tulip Brasília, também contou com a presença do coordenador nacional da CDL Jovem, Raphael Paganini.

Em 2020, houve um crescimento significativo de microempresas individuais (MEIs) no país, e principalmente, no Distrito Federal. O empreendedorismo foi o meio que as pessoas encontraram para driblar o desemprego. O ambiente de negócios no país tem melhorado, mas ainda está longe do ideal para o empresário, já que ainda há muita burocracia e pouco de incentivo.

Na última terça-feira (2), o diretor da CDL-DF, Henrique Alencar participou de reunião com representantes do Detran-DF. Foram discutidas sugestões de melhorias no trânsito na W3 Sul no fechamento da avenida aos domingos. Segundo o diretor Henrique, foi um encontro muito produtivo que pode render boas novidades.