O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já aprovou R$ 600 milhões em financiamentos no âmbito do Programa Emergencial de Acesso a Crédito na Modalidade de Garantia de Recebíveis (PEAC Maquininhas). Os recursos beneficiam mais de 20 mil pequenos negócios. O valor médio dos empréstimos praticados, até o momento, foi de R$ 28,4 mil.

As tecnologias que trazem inteligência, agilidade e foco ao dia a dia dos negócios estão aí, e ganhando cada vez mais força. Depois de um ano tão desafiador quanto 2020, é hora de planejar a retomada. Nesta reinvenção e redesenho das jornadas para o momento pós-crise, as empresas que ficarem para trás em sua transformação digital perderão espaço e clientes, e até mesmo podem pôr em risco a própria sobrevivência.

De acordo com um levantamento do banco BS2 com correntistas de todo o país, o Pix, novo serviço de transferência de valores do Banco Central, já é indicado como a melhor opção de pagamento para 24% dos entrevistados, ficando atrás apenas do cartão de crédito (25%). Na lista de meios de pagamento preferidos dos entrevistados, o débito aparece em terceiro lugar (22%), seguido por dinheiro (16%), TED (10%) e DOC (3%). O estudo, realizado entre 14 a e 26 de outubro, entrevistou 2.010 pessoas de todos os estados com 18 anos ou mais e conta aberta em alguma instituição financeira.

O presidente da CNDL, José César da Costa conduziu nesta quarta-feira (02) a live “Destrava Brasil: uma causa em defesa da Reforma Tributária”. O evento online contou com a presença do consultor tributário e economista, Luiz Carlos Hauly, que apresentou o projeto Destrava Brasil, uma coalização de Entidades de diversos setores em defesa dos direitos dos brasileiros a terem mais igualdade, oportunidades e justiça social por meio de uma Reforma Tributária ampla, tecnológica, solidária e fraterna.

Desde o início da pandemia, estudos realizados pelo Sebrae, em parceria com a FGV, apontam que não tem sido fácil para os donos de pequenos negócios conseguirem empréstimos para manter as empresas em funcionamento. No último estudo feito, entre a última semana de setembro e 1º de outubro, 31% dos empresários responderam que conseguiram crédito – o maior percentual registrado ao longo dos últimos meses.