Responsabilidade social é uma preocupação da Câmara dos Dirigentes Lojistas – CDL porque a CDL entende que, muito mais que uma relação comercial, temos uma relação de afeto e de troca com a população do Distrito Federal. “Nosso esforço tem sido no sentido de levar algum conforto, alimento e segurança a quem não tem acesso a esses itens básicos para a sobrevivência”, conta a presidente da Fundação CDL, Andrea Vasquez.

O Dia dos Pais será em 9 de agosto e o comércio já está se preparando para mais uma campanha, com o objetivo de tentar amenizar os impactos da crise do coronavírus nas vendas. A CDL-DF irá reproduzir a campanha da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nas redes da entidade. Este ano, como não poderia deixar de ser, a campanha fala do momento de distanciamento social e da falta que muitos filhos e pais sentirão neste segundo domingo de agosto.

Na última terça-feira, 14, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, autorizou, por meio de um decreto, a ampliação do horário de funcionamento de shoppings e centros comerciais. Em entrevista para o Metrópoles e para a TV Globo, o presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães Pinto, comentou que o momento não é apropriado para contratações extras, necessárias para o atendimento estendido, tendo em vista que o mercado ainda está em um tímido processo de retomada.

Quando se fala em Brasília a maioria dos brasileiros pensa no Eixo Monumental, a avenida que leva à Esplanada dos Ministérios e à Praça dos Três Poderes. Poucos conhecem a W3 Sul, uma avenida histórica, que já foi palco de desfiles de carnaval e também abrigou os melhores restaurantes e comércios da cidade. Mas nos últimos anos, a W3 Sul viveu um esvaziamento. A avenida virou palco de pichações e abandono. O comércio se enfraqueceu, várias lojas e restaurantes fecharam – alguns históricos – e os dias de glória ficaram apenas na memória.

O presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães Pinto, participou de matéria para o DFTV sobre a revitalização da W3 Sul. Além das melhorias dos espaços, a renovação dos empreendimentos também foi mostrada. José Carlos lembra que a avenida já foi um ícone para Brasília e que hoje representa esperança. Veja a reportagem completa aqui.