Na última terça-feira, 16, o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, acatou o pedido do setor produtivo para adiar, por mais três meses, o pagamento de impostos do Simples Nacional. 

Esta semana enviamos um ofício ao governador Ibaneis Rocha solicitando medidas de socorro para o comércio, entre elas a postergação do pagamento de tributos. Essa flexibilização é essencial para a sobrevivência das micro e pequenas empresas, que terão mais tempo para planejar e regularizar as pendências.

Seguimos em constante diálogo com o Poder Público, pois acreditamos que, mais do que nunca, o setor público e privado devem caminhar juntos para a superação desse momento. 

Wagner Silveira Jr.
Presidente da CDL-DF