Com a atual crise econômica vivida no Brasil, o mercado de franquias tem se tornado aposta de boa parte dos novos empresários. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, o faturamento do setor alcançou R$ 38,8 bilhões no primeiro trimestre de 2017, e o número de lojas franqueadas cresceu aproximadamente 1,3% em comparação com o ano passado, totalizando 142.673 unidades no País.


Segundo Adriana Karina Muniz, diretora de lojistas de shopping da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) e proprietária da perfumaria Lord, o mercado de franquias em Brasília é promissor e ainda está em expansão, podendo ser um excelente campo para investimento.


Para o novo empreendedor, investir em uma franquia pode ser mais seguro, principalmente em tempos de crise econômica. “A franquia trabalha com uma marca já testada no mercado, com histórico de sucesso e a maior parte dos erros e riscos contornados”, afirma a franqueadora da Lord. E não há muito segredo na hora de escolher com qual franquia trabalhar. Existem dois caminhos seguros: “ou se escolhe a franquia por ser uma incrível oportunidade de mercado ou por uma imensa paixão, algo que irá lhe motivar diariamente”, acredita Adriana.


Quanto aos empresários já consolidados, a franquia é um excelente caminho para expansão da marca. “Diante da alta carga tributária e do volume de custos, quando a empresa atinge um limite de tamanho, franquear pode ser a única alternativa para desenvolver e fortalecer a marca, e assim, alcançar um novo patamar”, defende a diretora da CDL-DF.
No entanto, para obter sucesso, deve-se analisar alguns pontos, segundo Adriana:


1 - Para o franqueador, é importante encontrar pessoas com perfil adequado, aprender a lidar com o franqueado, ter paciência e controlar a ansiedade.


2 - Já para o franqueado, além de ter disposição para o trabalho, é importante verificar a localização onde abrirá a loja, o público alvo, a capacidade de crescimento da marca, e analisar a marca na qual deseja investir: o tempo, a história e solidez no mercado.


O sucesso da franquia depende de ambas as partes do processo, e a boa relação de trabalho deve ser mantida, havendo sempre respeito e paciência.