Os setores de vestuário e eletrodomésticos devem ser os mais beneficiados com o dinheiro extra saído das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os trabalhadores com saldo nessas contas começaram a fazer os saques na última sexta-feira (10) e, na opinião do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF), José Carlos Magalhães Pinto, muita gente vai gastar com roupas e eletrodomésticos.  O período inicial dos saques das contas inativas coincide com o Dia do Consumidor, comemorado nesta quarta-feira (15).

  “Eu diria que, na maioria das contas, os saques são pequenos, então esse dinheiro ou vai para quitar dívida ou para o consumo que está guardado na gaveta. Geralmente, vestuário e eletrodoméstico são os setores mais privilegiados com a entrada de dinheiro extra no comércio”, disse.

Os comerciantes já começaram a sentir os efeitos da liberação dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No primeiro fim de semana depois do início dos saques, as compras, principalmente em dinheiro, cresceram, segundo empresários. O Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sidivarejista) já espera um aumento de 3% nas vendas de março por conta da medida.

De acordo com dados fornecidos pela Caixa Econômica Federal, 507 mil pessoas têm recursos do FGTS a receber no Distrito Federal. Destes, 80.342 integram o primeiro grupo, que está com os recursos liberados. Em Brasília, devem ser retirados R$ 792,2 milhões até julho. São R$ 126,1 milhões destinados aos que fazem aniversário em janeiro e fevereiro.

Chegou a hora de contratar mais gente na sua empresa? Será que não é melhor aumentar a produtividade da equipe atual antes? Veja alguns passos essenciais para ter uma equipe de alta performance e com foco em resultados. 

Na contramão de muitas empresas brasileiras, há empresários preocupados com o crescimento acelerado que suas companhias estão passando.

Empurrar seus produtos com insistência para o cliente ou tentar sempre vender o que é mais caro pode ser um tiro no pé. Em vez de aumentar suas vendas, você acaba perdendo consumidores por falta de bom senso. 

No Dia do Consumidor, EXAME.com mostra 10 práticas abusivas que afastam os clientes da sua loja. Várias delas ferem o Código de Defesa do Consumidor, outras simplesmente impedem que você crie uma relação de fidelidade. Confira o que você não deve fazer na sua loja:

Nesta quarta-feira (15) é comemorado o Dia do Consumidor, e várias lojas oferecem promoções e condições especiais de pagamento em homenagem à data. O presidente da CDL-DF, José Carlos Magalhães Pinto, está otimista com as vendas, mas lembra que, em tempos de dificuldade econômica, é preciso consumir com consciência.

A economia apresenta sinais de melhora, e o número de inadimplentes do DF caiu 4,62% em fevereiro deste ano, em relação ao total registrado no mesmo mês do ano passado, enquanto no cenário nacional, a média foi de leve aumento: 0,41%. Com a injeção de cerca de R$ 792 milhões na economia da cidade, oriundos dos saques de contas inativas do FGTS, iniciado na última sexta-feira (10), José Carlos defende a tese de que o primeiro passo deve ser quitar dívidas e negociar juros. “Esse recurso extra será uma boa oportunidade para muitas pessoas limparem seus nomes ou ao menos iniciarem a quitação de dívidas, além de comprarem produtos que fazem parte da lista de desejos de qualquer consumidor”, aponta.