Temos uma chance real de avançar na redução do custo do crédito no Brasil. A aprovação do projeto de lei do novo Cadastro Positivo no Congresso tem tudo para surtir aqui o mesmo efeito que se viu no resto do mundo. A experiência internacional mostra que cadastros positivos amplos e funcionais trazem dois grandes benefícios: crédito mais barato e mais abundante.

Na maioria das regiões brasileiros, os preços controlados pelo governo estão em linha ou acima do teto da meta de inflação (6,5%), enquanto os preços livres seguem abaixo de 2%, mostram dados do Banco Central do Brasil (BC).

O Indicador de Confiança dos Micro e Pequenos Empresários (MPE) atingiu 52,7 pontos em abril, 2,6 pontos abaixo dos 55,3 pontos de março, quando atingiu o maior resultado desde que a série histórica começou a ser medida, em maio de 2015. Os dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que, pela sétima vez consecutiva, o resultado ficou acima dos 50 pontos e indicam que o clima de otimismo prevalece entre os entrevistados.

A partir de hoje (2), micro e pequenos empresários que estão em dívida com a União podem aderir ao Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Refis). A iniciativa oferece o parcelamento da dívida e descontos de até 90% sobre atrasos, de acordo com a modalidade de adesão.

O WhatsApp já é responsável por 71% dos contatos de relacionamento entre micro e pequenos empresários e seus clientes. Este é um dos destaques do levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O estudo mostra que 35% dos empresários utilizam algum tipo de tecnologia para aumentar as vendas.