O bom desempenho da Black Friday de 2018 atingiu varejistas de todos os portes. Se por um lado as grandes companhias tiveram durante a edição deste ano um incremento de até 19 vezes o faturamento na venda online, os médios cresceram 10 vezes, ao passo que, entre os pequenos a alta foi de 8,7 vezes, na média. Os dados são da Linx Impulse. O indice mostra ainda que o gasto foi, em média, R$ 598. Entre itens mais buscados ficaram os eletrodomésticos, smartphones e eletrônicos. Neste ano, 23% das compras foram influenciadas por vitrines de recomendação. 

É chegada a época de fazer o balanço dos negócios e traçar as metas para o ano que vem. E em um cenário de retomada da economia e bastante competitividade, inovar e reinventar é necessário. O segredo é ter sempre em mente como atender mais e melhor os consumidores, surpreendendo-os positivamente. “No momento que vivemos agora, temos que pensar em investimento. Enxugar custos é tirar gordura, mas não devemos esquecer de investir: a crise é um momento importante para se posicionar de forma diferenciada e crescer fidelizando seus clientes”, explica Brunno Galvão, empresário e especialista em empreendedorismo.

As festas de fim de ano já estão chegando e você, empreendedor, quer aproveitar as oportunidades desse momento para o seu negócio, certo? É possível aumentar as vendas e crescer ainda mais em 2018! Para isso, uma boa estratégia a ser utilizada é a utilização do marketing para empresas.

Não é novidade que o comportamento dos consumidores mudou, e muito. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais do país, 47% dos consumidores com acesso à internet têm o costume de pesquisar online antes de finalizar uma compra em alguma loja física.

 

Atualmente, a experiência de compra é um dos fatores mais relevantes para os consumidores – de acordo com pesquisa da Officina Sophia Retail, 86% das pessoas estão dispostas a pagar mais por uma boa experiência. Por isso, varejistas do mundo todo estão investindo cada vez mais em formas de oferecer o que os consumidores realmente desejam, no momento certo e com o máximo de conveniência.