Entre as condições para retornar ao programa, os negócios devem ter sido excluídos em 1º de janeiro de 2018. Microempresas e empresas de pequeno porte excluídas do Simples Nacional tem a possibilidade de retorno ao regime especial unificado. A decisão foi realizada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional no dia 3 de julho, e possibilita o retorno dos optantes excluídos até o dia 15 de julho. A oportunidade reúne, em um único documento de arrecadação (DAS), uma melhor condição com privilégios para aqueles que estão no simples nacional.

Entre as condições para retornar ao programa, os negócios devem ter sido excluídos no primeiro dia de 2018, além de terem efetuado adesão ao Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (Pert-SN), instituído pela Lei Complementar nº 162/2018. A opção de retornar ao Simples Nacional poderá ser feita através de um formulário na página do programa no Facebook. O requerimento deverá ser assinado pelo contribuinte ou um representando legal e entregue na receita federal.