Atualmente, a comunicação está cada vez mais direcionada a esta ferramenta, seja num bate papo entre amigos ou em uma negociação. As funcionalidades do WhatsApp Business, no ar desde o ano passado, ainda são desconhecidas por alguns empresários.


Voltado exclusivamente para empresas, principalmente as micro e pequenas, a extensão do aplicativo permite a criação de um perfil comercial com muitas informações sobre a sua organização. É possível adicionar site oficial da empresa, horário de funcionamento, e-mail, além do segmento de atuação. Outras facilidades trazidas pelo aplicativo são as mensagens automatizadas e instantâneas. Com a opção de configurar textos, o WhatsApp Business envia mensagens mesmo após o expediente, fazendo com que o cliente, por exemplo, não espere até o outro dia para ser respondido.

Outra novidade apresentada pelo aplicativo é a possibilidade de acessar o menu de estatísticas, encontrado na seção de configurações da empresa. Nesta opção é possível ver dados sobre as mensagens enviadas, entregues, lidas e recebidas. Além disso, as conversas também podem ser etiquetadas com marcadores como “pago”, “novo cliente” e “pagamento pendente”.

A empresária Bárbara Imbroisi, da cidade de São João Del Rei (MG), há um ano e meio inaugurou a Home Baby, loja de departamento infantil. Segundo ela, pela falta de tempo das mães, o WhatsApp é uma grande solução na hora das compras. “Quem é mãe sabe que tempo é precioso, por meio do aplicativo muitas clientes já solicitam os produtos que desejam, selecionam tamanhos e elas apenas buscam, sem precisar perder tempo escolhendo ou experimentando. Nós fechamos muitas vendas por lá mesmo”, conta.

A empresária explica que estuda ainda este ano migrar completamente para o WhatsApp Business, já que a opção é gratuita e oferece mais garantia ao consumidor por ser um canal legítimo da empresa e possuir selo de conta verificada. “Só o aplicativo já funciona muito bem na hora da venda. Tenho uma lista de clientes e envio fotos dos novos produtos e muitas vendas acontecem por lá. Tenho menos de dois anos de loja e, atualmente, as minhas vendas via WhatsApp correspondem a 15%. Agora a ideia é estudar mais estratégias, como o WhatsApp Business, para que este número duplique”, explica a empresária.

História do WhastApp

Você se lembra o quanto marcante foi o ano de 2009? Faz quase dez anos, mas foi nesse ano que o mundo perdeu o icônico Michael Jackson, que o Rio de Janeiro ganhou o direito de sediar uma edição dos Jogos Olímpicos e, também em 2009, um outro importante fato pode ter passado despercebido por você: a criação do WhatsApp. Isso mesmo, o aplicativo hoje mais acessado no Brasil – cerca de 130 milhões de brasileiros utilizam a plataforma – foi criado pelo ucraniano radicado nos Estados Unidos Jan Koum. Desempregado na época, o programador decidiu criar um aplicativo para trocar mensagens entre seus amigos e não fazia ideia que cinco anos depois o venderia por US$ 22 bilhões.

Desde o seu lançamento em 2009, o WhatsApp teve um rápido crescimento e o intuito de facilitar o contato entre amigos se consagrou também em meio às grandes marcas, principalmente entre as de pequeno e médio porte. De acordo com levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 35% dos empresários utilizam algum tipo de tecnologia para melhorar as vendas e, entre eles, o WhatsApp corresponde a 40% das ações ou campanhas de comunicação para aumentar as vendas da empresa.

Fonte: Varejo s.a.