Braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF), a Fundação CDL-DF ganhou para este ano uma nova gestão. A presidência do órgão agora é ocupada pela advogada Andrea Vasquez.

O crescimento populacional tem sido gritante em Brasília. De 2010 a 2017, a capital federal recebeu 469 mil pessoas a mais e chegou aos 3 milhões de habitantes, o que piorou a mobilidade urbana, afetando a rotina e os negócios. É o que mostra pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo os dados levantados, no Centro-Oeste e no Norte, os moradores passam em média 40 dias do ano no trânsito.

A Fundação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (Fundação CDL-DF) desenvolve projetos sociais para crianças e adolescentes carentes atendidos por creches e abrigos da cidade e entorno. No ano passado, foram 2.487 beneficiados, de 20 instituições diferentes. Conheça o trabalho da entidade em 2017:

Já começou a campanha “Volta às Aulas Mochilas do Bem”, promovida pela marca Puket. Quem doar qualquer mochila usada poderá adquirir uma nova da Puket com 10% de desconto. As peças arrecadadas serão doadas para crianças carentes de instituições atendidas pela Fundação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal.

Em dezembro de 2017, 906 mil pessoas físicas estavam negativadas no Distrito Federal – 39,53% da população entre 18 e 94 anos. A estimativa se apoia em dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgados na capital pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do DF. Em todo o País, o ano fechou estável, com 60,2 milhões de inadimplentes, 39,6% da população na faixa etária citada.