“Retomar a economia do Distrito Federal é urgente, e isso se dá com confiança e em um processo de construção coletiva. A Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável só tem uma razão de existir, que é apoiar o setor produtivo do DF. Se Brasília não abraçar o setor produtivo, não vai sair da crise em que está.” As palavras do secretário Valdir Oliveira, em entrevista exclusiva à Câmara de Dirigentes Lojistas do DF, CDL-DF, refletem o novo posicionamento do governo e ampliam as chances de sucesso e de um futuro melhor para nossa cidade, anseio de todos os empresários.

Com a atual crise econômica vivida no Brasil, o mercado de franquias tem se tornado aposta de boa parte dos novos empresários. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, o faturamento do setor alcançou R$ 38,8 bilhões no primeiro trimestre de 2017, e o número de lojas franqueadas cresceu aproximadamente 1,3% em comparação com o ano passado, totalizando 142.673 unidades no País.

A reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal (CDES-DF) desta quinta-feira (3) apresentou propostas nas cinco câmaras temáticas do órgão. Diversas entidades membros manifestaram anseios e preocupações, inclusive a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do DF, representada pelo presidente, José Carlos Magalhães Pinto. O encontro ocorreu na Residência Oficial de Águas Claras, com a presença do governador, Rodrigo Rollemberg.

 

 

Mesmo em períodos de recessão, as datas comemorativas sempre movimentam o comércio além do normal e, no próximo Dia dos Pais, o número de pessoas que pretendem ir às compras é maior que no ano passado. Um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais do País, mostra que 57% dos brasileiros têm a intenção de comprar presentes – em 2016, menos da metade da população (49%) tinha a intenção de presentear na data. Uma notícia ainda melhor é que a maior parte dos entrevistados (75%) planeja pagar à vista.

 

Desde segunda-feira (31), aproximadamente 2.600 pessoas foram atendidas no Mutirão da Simplificação, em Samambaia. A quarta edição do evento, uma parceria entre o Governo do Distrito Federal e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), busca facilitar a abertura de pequenos negócios na capital, e conta com a participação da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal.

 

Os frequentadores podem obter baixa, registro e emissão de licenciamento, de acordo com a Rede Nacional de Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios no DF (Redesimples), além de ter acesso a capacitações gratuitas para as áreas de vendas e de obrigações tributárias, entre outras. A CDL-DF ainda oferece os serviços Cadastro Positivo, Consultas e Alerta de Documentos para os microempresários.