A Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) participou da primeira edição do Construção de Líderes, promovido pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) entre os dias 20 a 23 de setembro na Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. O evento contou com representantes das cinco regiões do país, e ofereceu uma programação baseada em palestras e painéis com especialistas e personalidades reconhecidos nacional e internacionalmente, referências em suas áreas de atuação. Tendências tecnológicas de consumo, novos formatos de relações de trabalho e a missão do associativismo no apoio ao varejo foram alguns dos principais temas.

A CDL-DF levou uma delegação de 27 pessoas, entre elas, o presidente da entidade, José Carlos Magalhães Pinto, os presidentes da CDL Jovem DF e da Fundação CDL-DF, Raphael Paganini e Andrea Vasquez, além de diretores da entidade, do secretário de desenvolvimento econômico do DF, Valdir Oliveira, e do superintendente do Sebrae-DF, Rodrigo de Oliveira Sá. Para José Carlos, o evento, apesar de curto, foi bastante intenso. “Desfrutamos todo o tempo, desde a abertura até o encerramento. Foram em que pudemos aprender muito e, sem dúvida, é uma iniciativa muito relevante para os lojistas”, afirmou.

A palestra inaugural apresentou o tema “Gestão do Amanhã”, comandada por José Salibi Neto, um dos fundadores da plataforma de conhecimento sobre gestão HSM Educação Executiva. “Ao longo dos anos, fomos treinados para nos refugiar no acolhedor e ilusório espaço da zona de conforto. A tecnologia cresce mais rápido que a nossa capacidade de compreensão e vai continuar crescendo cada vez mais rápido. Existe um descompasso enorme entre a tecnologia e o ser humano. Líderes que têm a habilidade e se treinam para ler o ambiente vão ter muito sucesso. Existem novas ciências – hologramas, ciborgues, carros voadores, chips biônicos, tecnologia telepática – que estão começando agora, e quem conseguir acompanhar isso terá sucesso”, comentou Salibi Neto.

A primeira parte da Construção de Líderes contou com a palestra “Tendências tecnológicas e sociais com alto poder de impacto nas relações de consumo”, comandada pela empreendedora Fernanda Romano, eleita uma das mulheres mais influentes em comunicação no mundo, premiada em Cannes. Com o painel “Uma visão de futuro”, conduzido pelo superintendente da CNDL, Marco Antônio Corradi, e pelo diretor-executivo do SPC Brasil, Roberto Alfeu, onde os líderes falaram sobre os caminhos que o Sistema CNDL seguirá para continuar apoiando o varejo, setor que movimenta o Brasil. E ainda com a palestra “Novas relações de trabalho”, com juíza federal Graziele Cabral Lima, sobre os impactos da Reforma Trabalhista para o setor de comércio e serviços.

A segunda parte do evento trouxe a palestra “O Líder em Rede”, com Marcos Alencar, mestre em Ciência pela Universidade de São Paulo e pós-graduado em estratégia e inovação pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), onde foi apresentado um novo olhar sobre liderança e relações institucionais, em especial sobre a importância das conexões sociais em rede e seu papel no associativismo do século XXI. Aconteceu ainda o painel “As Relações Institucionais e Governamentais (RIG) no Sistema CNDL”. Participaram do debate os secretários de Comércio e Serviços, Douglas Finardi, e da Micro e Pequena Empresa, José Ricardo Veiga, ambos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Bruno Quick, o presidente da Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), Guilherme Cunha, e o executivo da Frente Parlamentar de Comércio e Serviços João Henrique Hummel. O coordenador de RIG da CNDL/ SPC Brasil, André Pellizzaro, mediou a conversa.

A palestra de encerramento ficou por conta do fundador da empresa de pagamento eletrônico Getnet, José Renato Hopf, considerada a primeira fintech brasileira. Hopf apresentou os desafios de empreender no Brasil e contou aos participantes como construiu a primeira empresa da América Latina a ser vendida por valor superior a US$ 1 bilhão.

 “As palestras nos mostraram que o varejo precisa estar em constante atualização. É necessário inovar, pois o futuro é agora e não podemos perder tempo, ou nossos negócios ficarão para trás”, opinou o presidente da CDL-DF. José Carlos ainda ressaltou a importância da CNDL e do SPC Brasil para o varejo. “As entidades proporcionam reflexão e ferramentas para que o lojista, junto à sua CDL, possa crescer”, comentou.

O evento de encerramento marcou o lançamento da CNDL Recomenda, plataforma inovadora de indicação de palestrantes criada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, com o objetivo aproximar os palestrantes das CDLs e de outras entidades em todo o Brasil. O sistema CNDL tem uma rede de 27 federações com mais de 1.800 CDLs, além de centenas de entidades parceiras presentes em milhares de municípios e em todos os estados do país. Juntas, essas entidades realizam, entre cursos e palestras, mais de 12 mil eventos por ano.

Os presidentes José César da Costa (CNDL) e José Carlos Magalhães Pinto (CDL-DF) aproveitaram a cerimônia de encerramento para lançar o IV Fórum Nacional do Comércio, que será realizado em 2019, em Brasília. O evento tem como objetivo fomentar a discussão sobre a economia brasileira e submeter ao poder público propostas que redirecionem a política econômica para assegurar maior competitividade às empresas dos setores de comércio e serviços. “O Fórum Nacional do Comércio é sempre um grande aprendizado, além de ser construído em conjunto dentro do sistema. Esperamos todos os dirigentes do varejo de braços abertos no ano que vem”, convidou.

Com informações da CNDL